sábado, 26 de abril de 2008

Sexo casual - visão feminina


É.
Sexo casual pra homem é uma coisa, pra mulher é outra.
Acredito que homem consiga sim, separar sexo de amor,deve ser por causa da testosterona.
E talvez seja por esse mesmo motivo hormonal que a mulher não consiga separar, auto-preservação.
Bom, mulheres tem instinto de procriação, não
necessariamente querem ter filhos, mas deseja criar laços.
Laços afetivos.

Por isso, acho que o sexo casual não existe pra mulher. Toda a tentativa de sexo é pensando em algo à mais. É sim.
Ou é pra um início ou término de conquista. Mulher só não
vai atrás se tudo for muito ruim, desde a conversa,
passando pela tentativa de sexo. Aí, ela desiste.
Mas dá um vazio depois, como se aquilo pra quê ela foi
feita, não tivesse uso .
Mulher foi feita pra ser amada e pra amar.

Claro que eu sei que homens também querem ser amados,
sentirem-se seguros, com alguém junto. Porque isso é
muito bom, sossega o coração e a alma. E sempre acho
que se um homem que está com alguém transa com outra,
mesmo separando amor de sexo, não acho que estava
completamente feliz. Porque acredito que quando a gente
ama e se sente bem com uma pessoa, você se transforma
todos os dias, é como se fosse sempre o primeiro dia de
tudo.
Bom, também sei que homens e mulheres tem mecanismos
diferentes. Psíquicos e físicos.
Mas a auto-preservação feminina vem de um processo de
concorrência. Acho que as que são diferenciadas tem
mais a oferecer do que as que se nivelam por baixo.
Toda a mulher que se preserva atinge o seu público alvo,
o homem que realmente quer algo duradouro, estável.
Claro, você vai ver mulheres com 3 filhos de 3 pais
diferentes, aí você se pergunta e essa aí? Bom, essa é a
burra emocional. Não acho que exista mulher vagabunda,
é uma burra mesmo. Mas isso está em outro texto...
O difícil é mais gostoso? Claro que é, a adrenalina da
conquista é muito excitante.
Mas ninguém quer sofrer, nem homem, nem mulher. E
quando isso acontece, a mulher se preserva mais em
relação ao sexo.

Resumindo:
- Mulheres até fazem sexo casual, mas não gostam quando
não vai além disso, só se for a última tentativa pra
desistência dos sentimentos afetivos.

Numa frase só, todos os sentimentos de uma mulher em
relação a não fazer sexo só pro fazer:
"Princípio de auto-preservação dos sentimentos
afetivos"
E muitas até encalham por causa disso.
E homens, não se iludam, somos muitos diferentes sim.
Agradeçam ao Criador.

G.P.

4 comentários:

Upryami disse...

"E sempre acho
que se um homem que está com alguém transa com outra,
mesmo separando amor de sexo, não acho que estava
completamente feliz. Porque acredito que quando a gente
ama e se sente bem com uma pessoa, você se transforma
todos os dias, é como se fosse sempre o primeiro dia de
tudo".

Concordo com isso que voce disse, e posso te afirmar, eu tenho comigo que quem realmente ama, e esta feliz na relacao nao trai a companheira(o).

Já fui ate taxado de imbecil por gente da minha familia por pensar assim. Pode ser utopico? Nao sei talvez sim. Mais eu acredito neste premissa... "Quem realmente ama, nao trai".

Essa conversinha que os homens usam: "Sabe amor, eu amo voce, mas eu estava em uma situacao ali que nao teve jeito, tive que trair". É pura conversa fiada. Como homem afirmo isso categoricamente.

Se um homem comprometido esta em um ambiente onde há uma mulher dando em cima dele, se ele realmente amar sua companheira ela nao só nao trairá, como, no momento em que se der conta das segundas intencoes da moça ele se retirará do local.

Muito boas as suas colocaçoes.

Psiquê disse...

Amei!!! Concordo em tudo que escreveu neste texto. Parece que me vi falando!
Muito bom!

Abços,

Psiquê

Láyla disse...

Ótimo texto, concordo com tudo que você escreveu! E será que o blogueiro do 1º comentário não gostaria de casar comigo? Hehehe. Homens que pensam como ele, acho que inexistem por aqui!

Um abraço.

Georgia disse...

layla, se você soubesse quem é o blogueiro do primeiro comentário, e o texto que ele escreveu no PdH, mudava de opinião! kkkkkkkkkkkkkkkkk
Mas obrigada pela visita, espero que volte sempre, 2009 promete!

beijos