quarta-feira, 9 de abril de 2008

Closer - o filme (mas que filme chato.....)






Mas que filminho ruim.
Detesto filme que mostra o lado doentio de relacionamentos,
como se todos passassem ou passarão por algo deste jeito.
Ah, que mentira...
Ah, é sobre relacionamentos modernos. Ou seja, estamos fadados a
deteriorização dos sentimentos?
Duvide-o-dó!!!!!
Outro filme xarope, "De olhos bem fechados", pra vender Tom Cruise e a Nicole Kidman pelados, uma beleza. A trama é tão sinistra que depois, passado um tempo,
eles se separaram na vida real? Acho que sei porquê...Quando você faz a coisa errada achando ser a certa, você sabe que tem algo dentro de si que não está bem.
Acho que o casal expulsou seus demônios neste filme, que aliás, parecem dois dementes pra acreditar naquela zona toda, que sexo sem limites salva casamentos. Grande merda.
Olha, querem saber, quando não é pra ser mesmo, não tem conversa, terapia,
sexo grupal que dê jeito. E as tentativas se tornam angustiantes.
Só pra depressivos e sádicos, aí sim, perfeito.
No filme Closer, a Julia Roberts não sabe o que quer, é uma puta deprê. O Jude Law é um perdido em suas emoções, quer sempre o impossível, mas se contenta com o fácil. O médico interpretado por Clive Owen é um manipulador incrível que consegue, com jogo de palavras, por as pessoas em parafuso. É, como se tudo fosse assim, tão fácil de manipular. Como se todos nós fôssemos completos perdidos.
Bom, quem se salva ali é a stripper, feita pela sempre princesa Amídala Natalie Portman, pelo menos ela é a mais sincera, tanto que percebendo a loucura de todo mundo,
dá um pé na bunda e volta pra casa dela.
Oh, mundo cão...
Tá bom, chata, muito radical mesmo. É que não gosto de filmes que depreciam
os sentimentos humanos assim, como se tudo em termos de amor fosse doentio.
Não nestas proporções.
Não perca tempo analisando as emoções ali passadas. Você vai se sentir lesado.São todos problemáticos. Com certeza, a vida amorosa é mais simples. A gente é que complica.
Claro, se não formos malucos....

G.P.

Um comentário:

Edegar disse...

Parabéns.
Um dos melhores textos que já li sobre empurrar goela abaixo dos outros teorias bestas.